Como é a estrutura da BNCC para o Ensino Fundamental?

BNCC e o Ensino Fundamental idapt

A BNCC para o Ensino Fundamental está dividida em 10 Competências gerais e esta etapa possui 5 Áreas de Conhecimento: Linguagens, Matemática, Ciências da Natureza, Ciências Humanas e Ensino Religioso.

Baixe o livro digital Imersão na BNCC aqui.

Nesse artigo iremos te mostrar toda a estrutura que a BNCC construiu para essa etapa do ensino.

Esperamos que goste. Boa leitura!

Área de Conhecimento e Componentes Curriculares do Ensino Fundamental

Como vimos, cada uma das 5 Áreas está dividida em componentes curriculares.

Por exemplo, a área de Linguagens é dividida em 4 componentes:

  • Língua Portuguesa
  • Língua Inglesa
  • Educação Física
  • Artes.

Entretanto, as áreas Matemática, Ciências da Natureza e Ensino Religioso possuem somente 1 componente curricular, com o mesmo nome da Área. A área de Ciências Humanas possui 2 componentes curriculares: História e Geografia.

A seguir, veja quais são todos os componentes curriculares, divididos por Área:

Linguagens

  1. Língua Portuguesa
  2. Artes
  3. Educação Física
  4. Língua Inglesa

Matemática

  1. Matemática

Naturais

  1. Ciências

Ciências Humanas

  1. História
  2. Geografia

Ensino Religioso

  1. Ensino religioso

Além disso, tanto Áreas quanto Componentes possuem ainda uma parte interna chamada de Competências específicas. Ou seja, as competências específicas são a forma como as 10 Competências Gerais da BNCC são trabalhadas de forma interdisciplinas ao longo de todo currículo. Assim:

  1. Competências específicas da Área
  2. Competências específicas do Componente

Unidades Temáticas e Objetos de Conhecimentos do Ensino Fundamental

Em suma, os componentes curriculares são uma divisão de cada Área de conhecimento. Além disso, cada um desses componentes está dividido em Unidades temáticas. Dessa maneira, cada Unidade temática possui Objetos de Conhecimento, que são divididos em Habilidades.

A estrutura hierárquica fica assim:

Componentes Curriculares

  1. Unidades temática 1
  2. Unidade temática 2
    1. Objetos de Conhecimento 2
      1. Habilidades 2

Veja um exemplo dessa divisão presente na BNCC.

(BNCC)

Objetos de conhecimento = subdivisões na BNCC entendidas como conteúdos, conceitos e processos de cada uma das unidades temáticas.

Habilidades = As habilidades expressam as aprendizagens essenciais que devem ser asseguradas aos alunos nos diferentes contextos escolares.

Habilidades da BNCC para o Ensino Fundamental

Em suma, as Habilidades são as aprendizagens essenciais que devem ser asseguradas aos alunos nos diferentes contextos escolares e são a última forma de divisão utilizada pela BNCC. Além disso, todas elas seguem uma mesma estrutura de construção. Veja um exemplo:

(BNCC)

Segundo a BNCC, os modificadores devem ser entendidos como a explicitação da situação ou condição em que a habilidade deve ser desenvolvida, considerando a faixa etária dos alunos. Ainda assim, as habilidades não descrevem ações ou condutas esperadas do professor, nem induzem à opção por abordagens ou metodologias.

Ainda de acordo com a BNCC, essas escolhas estão no âmbito dos currículos e dos projetos pedagógicos, que devem ser adequados à realidade de cada sistema ou rede de ensino e a cada instituição escolar, considerando o contexto e as características dos seus alunos.

Como é feita a numeração das Habilidades?

A saber, cada habilidade é nomeada com um código de letras e números, que descrevem de forma rápida todas as informações referentes à elas. Veja como é feita essa divisão:

(BNCC)

Segundo esse critério, o código EF67EF01, por exemplo, refere-se à primeira habilidade proposta em Educação Física para o bloco relativo ao 6º e 7º anos, enquanto o código EF04MA10 indica a décima habilidade do 4º ano de Matemática.

Veja a seguir o que a BNCC fala sobre esse sistema de numeração.

“Vale destacar que o uso de numeração sequencial para identificar as habilidades de cada ano ou bloco de anos não representa uma ordem ou hierarquia esperada das aprendizagens. A progressão das aprendizagens pode tanto estar relacionada aos processos cognitivos em jogo – sendo expressa por verbos que indicam processos cada vez mais ativos ou exigentes – quanto aos objetos de conhecimento – que podem apresentar crescente sofisticação ou complexidade –, ou, ainda, aos modificadores – que, por exemplo, podem fazer referência a contextos mais familiares aos alunos e, aos poucos, expandir-se para contextos mais amplos.”

(BNCC)

Essa divisão que a BNCC faz é obrigatória?

É preciso enfatizar que os critérios de organização das habilidades descritos na BNCC expressam um arranjo possível (dentre outros). Portanto, os agrupamentos propostos não devem ser tomados como obrigatório para a construção dos currículos.

Além disso, o objetivo da BNCC ao utilizar essa forma de apresentação é assegurar a clareza, a precisão e a explicitação do que se espera que todos os alunos aprendam na Educação Básica, fornecendo orientações para a elaboração de currículos em todo o País, adequados aos diferentes contextos.

Conclusão

Nosso objetivo nesse artigo foi dar mais clareza sobre a estrutura que a BNCC utiliza para a etapa do Ensino Fundamental na Educação Básica e seguimos confiantes que muitas dúvidas foram respondidas com a ajuda dele.

No entanto, não pretendemos com esse artigo sanar todas as dúvidas que deverão surgir e serão muito saudáveis para o processo de amadurecimento da Base Nacional Comum Curricular dentro da realidade das escolas brasileiras.

Sabemos que o caminho é longo, e queremos estar do lados das escolas, dos pais, dos alunos e dos educadores nesse processo!

Esperamos que tenha gostado e até a próxima!

Por fim, adoraríamos saber a sua opinião. Deixe um comentário sobre o que você mais gostou, sobre alguma dica extra que você deseja compartilhar conosco ou até algo sobre a BNCC que deseja que seja acrescentado.

Sua opinião é muito valiosa para nós!

Compartilhe essa publicação.

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Inscreva-se na Lista VIP de Amigos da Educação

Mantenha-se atualizado sobre as inovações na Educação e ainda receba conteúdos exclusivos!

Continue sua leitura

supremacia-jogos-educacao-idapt
Educação no Brasil

A Pedagogia Suprema do Jogo: os jogos na educação

Por muito tempo o potencial do uso de jogos na educação passou despercebido pelas escolas, educadores e família. Mas hoje sabemos o quão eficientes os jogos são para a aprendizagem do indivíduo.